mitos sobre perumes

Perfumes – Mitos e verdades, definição e conceitos relacionados

Os perfumes são composições aromáticas elaboradas à base de substâncias geralmente naturais ou sintéticas, em concentrações e misturas adequadas, tendo como principal finalidade a aromatização de pessoas ou mesmo ambientes, incluídos os extratos, as águas perfumadas, os perfumes cremosos, preparados para banhos, assim como os odorizantes de ambientes.
Na sua designação direta, diz-se que um perfume é uma substância aromática cuja função principal é a de odorização de pessoas ou ambientes. Porém todos sabemos que na verdade um Perfume é muito mais que isso…
Na actualidade os perfumes já são hábitos de consumo que fazem parte do quotidiano da maioria das pessoas, que não saem de casa sem utilizar este produto quase que indipensável.
Os perfumes tem a capacidade de capturar emoções e sensações, dizem muito de quem os utiliza, da sua personalidade… Por isso a escolha de um perfume está diretamente relacionada com a memória das pessoas.

mitos-perfumesNa sua criação, um processo extenso, pode em muitos casos demorar de 6 meses até dois anos. É iniciado geralmente com estudos realizados para área de Marketing ou de Inovação Desenvolvimento (ID) realizam estudos sobre:

  • O que o mercado está praticando
  • Quais são os desejos e sonhos do consumidor

Após este trabalho, os responsáveis pelo desenvolvimento do perfume vão definir duas escolhas básicas:

  • Principais Claims (definição dos atributos)
  • Briefing

Após os trabalhos anteriores já é possível dar origem a identidade olfativa e visual do perfume começando o trabalho do perfumista:

  • Fragrância – Perfumista começa a buscar aromas, para traduzir estes sentimentos.

A outra equipa começa a trabalhar no desenho da embalagem – Os designers começam a desenvolver o desenho do frasco, que é no fundo a “roupa” do perfume.

É importante na criação de um perfume de marca que tanto a fragrância como a embalagem remetam o cliente ao conceito inicial do perfume que este caso é o produto.

Mitos e Verdades sobre perfumes:

Já não sinto o cheiro do meu perfume da mesma forma e intensidade que sentia antes. Porque será?

Nestes casos, acontece o que chamamos de acomodação olfativa, o nosso olfato acostuma-se ao cheiro e deixamos de o perceber. Acontece isso com qualquer cheiro do nosso entorno ou do corpo, não é só com os perfumes. Por exemplo, muitas pessoas sofrem de mau hálito e não se apercebem por o mesmo tipo de conceito.
Por que motivo quando aplicamos um perfume pela manhã, o aroma deste se vai modificando durante o dia?

Isto só acontece nos bons perfumes porque sentimos os aromas de um perfume em sequência, conforme sua pirâmide olfativa e já é algo que previamente o perfumista tem em mente aquando da criação do perfume.

Aplicar o perfume nos pulsos faz com que o aroma dure mais?

Efetivamente isso é verdade, dura mais e isso acontece porque na área dos pulsos existe uma geração de maior calor. O mesmo acontece noutras partes do corpo que resultam bem, tais como na área dos lóbulos das orelhas, pescoço e colo.
Um perfume aplicado como nuvem, após o banho, prolonga a duração?

É verdade, isto porque a pele limpa e fresca absorve melhor a essência do perfume. Portanto, depois de se secar borrife de duas a três doses de perfume no ar até formar um nuvem sobre a sua cabeça. Deixe que as gotas caiam sobre o corpo. Não se esqueça de ter muito cuidado com rosto e olhos…

Aqui na Perfumes Portugal pode encontra os melhores perfumes ao melhor preço do mercado!

share post:

Perfumes originais de alta qualidade ao mais baixo preço.